Militantes, pesquisadores, ex-gestores e gestores do SUAS lembram e saúdam a vida de D. Marisa.

Fonte: Aldrin Figeuiredo (Facebook)

Fonte: Aldrin Figeuiredo (Facebook)

 

 

 

 

 

 

 

 

arletesite Discrição, simplicidade, dedicação, amizade… Assim era D. Marisa. Sempre presente e solidária às lutas do nosso povo. Homenageá-la é manter o nosso compromisso de luta. Marisa, presente!
Arlete Sampaio / DF
simonesite Marisa não foi daquelas damas que nós estamos acostumados a encontrar na historia da Assistência Social brasileira. Marisa nunca tratou os pobres como coitadinhos ou como aqueles que não sabem cuidar de suas crianças pequenas, por isto precisa que a prefeitura visite as famílias pobres toda semana pra lhes ensinar a como cuidar de seus filhos. Marisa não promoveu encontro de damas para implementar a face caridosa do Estado. Marisa Lula da Silva não trocou votinho por saquinho de areia. Sua postura criou ambiência para construção do maior sistema de proteção social do mundo: O SUAS. À D. Marisa Letícia, a nossa homenagem.
Simone Albuquerque/MG
norasite Marisa, Mulher, companheira, mãe, cidadã que sonhou e apoiou muitas lutas, que venceu grandes batalhas, sempre presente ao lado do companheiro. Siga com o dever cumprido, nós seguiremos fortes na luta: adelante!
Aldenora González/AP
resite Dona Marisa merece todas as nossas homenagens, sobretudo por ter nos mostrado a diferença ética entre vida pública e vida privada ao não se render ao primeiro-damismo tão caro às nossas politicas públicas.  Marisa,  presente!
Renato de Paula/GO
zesite Amiga, companheira, solidária, mulher, mãe, avó, esposa, reservada e comprometida com projetos visionários, esta é Dona Marisa Silva. Reunia competências necessárias para cumprir suas funções públicas e do lar! Sua passagem deixa registrado, na história brasileira, marcas profundas de honestidade, simplicidade e de lutas em prol da justiça e igualdade social.
José Crus/MG
margasite O sonho não acabou, mesmo você tendo partido. Nós daremos continuidade a tudo que você plantou. Fique em paz!
Margareth Alves Dallaruvera / RJ
valerisite Mulher, Operária, Mãe, Militante e Primeira Dama do Brasil por oito anos : Marisa Letícia Lula da Silva. Quanta honra ter vivenciado de perto esse período que estivestes Primeira Dama, sem nunca querer pra si o papel do “Primeiro Damismo”. Por isso fez tanta diferença para a história desse País. Dia 2 de fevereiro, dia de Yemanjá e daqui pra frente também será dia de luta em homenagem a essa guerreira. Viva D. Marisa!
Valéria Gonelli/SP
rosisite Dona Marisa mulher simples, forte e que nunca abandonou a luta! Está em meio aos justos! Não passarão! Marisa, presente, presente, presente!
Rosilene Rocha/MG
anasite Marisa Guerreira representa a coragem e a força das mulheres  brasileiras. Nós que construímos  o SUAS público, universal e republicano no governo do presidente Lula, homenageamos  Marisa Letícia com um particular respeito pela sua negação e ruptura  com o tradicional primeiro damismo na assistência  social.
Ana Lígia Gomes/DF
valdtesite D. Marisa meu respeito a você, que deixa um legado de luta e lealdade com a construção de uma sociedade  libertária, tão urgente e necessária. Nosso reconhecimento pelo importante papel que desempenhou  para o Brasil.
Valdete de Barros Martins/MS
marciap Dona Marisa, nós os militantes, usuários, trabalhadores, pesquisadores e entidades de assistência social, corpo vivo da política de Assistência Social, lhe agrademos a quebra do circulo patético de primeiras damas conduzindo-a desde a era Vargas. A Sra. a respeitou como pública, participativa, sob o comando do Estado, como deve ser desde a Constituição Federal de 88. Nos orgulhamos de sua postura e juntos lutaremos para que a história lhe faça jus por esse grande feito inovador. Envie forças para que continuemos na luta junto com o nosso comandante maior.
Marcia Maria Biondi Pinheiro/MG
ltsite Faz história quem quebra paradigmas: mulher de fibra e guerreira que não precisou montar programinhas pra inglês ver só porque era a primeira dama. Combativa, brilhou com sua luz própria e deixou cidadania como legado. Fique em paz!
Luziele Tapajós/SC

 

Márcia Lopes (ex-Ministra do MDS) presta homenagem à D. Marisa

ml_fotor“Tive a honra de conhecer a Marisa e conviver em várias situações, muito antes dela ter se tornado esposa de Luis Inácio Lula da Silva, presidente da República. E sempre, apesar de sua discrição, vi uma mulher determinada e convicta da opção política e das possíveis consequências disso.

Vivendo um dia profundamente triste, minha homenagem à querida Marisa é relembrar aqui, algumas mensagens marcantes de sua sensibilidade e compromisso com o país que ela tanto amou. Antes, e depois vivendo em Brasilia, ela costumava dizer:

‘Não me conformo de ver essas mulheres e crianças vivendo nas ruas de São Paulo: o que fazer?’

‘Acho incrível como vocês sabem fazer tantos projetos pra atender o povo pobre desse país, sempre tão massacrado. E como chegar em cada lugar?’

‘Vocês são os técnicos que entendem e sabem executar os programas sociais. Eu só posso apoiar e ajudar no que precisar. E só sei que o Lula e eu temos que acabar com a fome primeiro. Depois, vem o resto.’

Jamais essa primeira dama pensou em reproduzir o tal primeiro damismo! E  ficava muito feliz quando telefonava pra dizer que tinha recebido objetos para o leilão do Fome Zero…feliz porque poderia apoiar com recursos financeiros, de alguma forma, a luta contra a pobreza, contra a fome. 

Marisa sempre foi muito maior do que aparentava. Discreta mas determinada e com posições firmes, conduziu a muitos e, principalmente, defendeu o projeto do país que sonhamos, com toda sensibilidade e indignação. Uma esposa de presidente que jamais permitiu o primeiro damismo como conveniência política.  

Salve Marisa! Obrigada por sua estrela que vai sempre nos iluminar e nos fortalecer. Vai em paz! Fique em paz!”

Márcia Lopes
Ex- Ministra do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome  

img_0540-1