​ATENÇÃO TRABALHADORES DA ASSISTÊNCIA SOCIAL DE TODO O BRASIL!!

O (des) Governo Temer prepara mais um golpe e, dessa vez, a bomba cairá no colo dos/as trabalhadores/as da Política de Assistência Social, principalmente os que atuam na proteção básica.

Ao que tudo indica (houve entrevista hoje, mas, a legislação ainda vai sair nos próximos dias), todo o procedimento “administrativo” (que chamamos no INSS de “habilitação”, e que se refere ao recolhimento de documentações, formulários, assinaturas, cópias, e cadastramento de dados em sistemas) referente ao BPC/LOAS da Pessoa Idosa e Pessoa com Deficiência deverá ir para os CRAS. Ou seja, a entrada do beneficio, o “requerimento”, será feito na atenção básica (CRAS).

Também deverá ir para o CRAS a “avaliação da Pessoa com Deficiência”, nos próximos 120 dias, saindo está atribuição do INSS, que hoje é realizada pelos assistentes sociais na Previdência, para a responsabilidade da atenção básica nos municípios, provavelmente, será realizada pelos assistentes sociais dos CRAS. Os médicos peritos do INSS continuarão fazendo a avaliação pericial medida.

Alguns questionamentos para a reflexão dos trabalhadores do SUAS:

1 – As unidades dos CRAS hoje possuem condições técnicas e éticas (computador, internet, salas com sigilo profissional, etc.) de atender a esta demanda de “requerimentos” e “avaliações sociais”?!

2 – A quantidade de profissionais (técnicos de nível superior, principalmente assistentes sociais, e administrativos) é suficiente para atender às centenas de novos casos dessa demanda?!

3 – Os assistentes sociais da assistência terão capacitações a tempo e em número suficiente (já que, no INSS, foram necessários vários cursos para preparar os profissionais ao longo dos anos) antes de iniciarem as avaliações sociais ou vão ser obrigados a fazê-las de qualquer jeito, sem capacitação alguma ou em número de horas suficientes?!

4 – Estás novas atividades que pretendem destinar aos trabalhadores da assistência social em todo o Brasil terá o efeito de valorizar estes profissionais e lhes proporcionar uma carreira mais digna, ou será apenas mais um trabalho, mais uma competência, sem nenhuma retribuição, vantagem ou remuneração?!

5 – Nos casos onde os profissionais não são concursados (ou seja, são contratados precariamente, sem estabilidade), principalmente em cidades pequenas, do interior, onde relações coronelistas e clientelistas ainda são muito fortes e presentes, a ida do BPC para o CRAS/município, não poderá fazer aumentar os casos de assédio e pressão política (prefeitos, secretários, vereadores etc.) sobre estes profissionais contratados para que aprovem determinados cidadãos que, supostamente, seriam “seus eleitores” ou correligionários, e que reprovassem o requerimentos de outros que são vistos como “adversários políticos”, principalmente em tempos de eleições, como é o caso agora (coincidência né?! Rsrs).

FÓRUM DE TRABALHADORES DO SUAS
Avalie os impactos da medida! Debata. Compartilhe!

População de Rua reage e avisa: nenhum direito a menos! Assista e divulgue!

Moradores de rua estão preocupados com mudanças na Secretaria de Direitos Humanos, que perdeu status de ministério e foi incorporada ao Ministério da Justiça. Temem a interrupção de programas sociais, sempre debatidos pelo controle social e gestão compartilhada.

O assunto foi discutido em audiência pública na Comissão de Direitos Humanos do Senado requerido pela Senadora Regina Sousa PT-PI

Publicado na internet em 23/06/2016 pela TV Senado e Editado pelo MaisSUAS

Golpistas do MDS(A) querem enganar: emails com conteúdos falsos. Não se deixe ludibriar!

image

O Ministério interino do desgoverno #foratemer está enviando email sobre repasse de recursos como se fosse uma nova ação do governo golpista.

O MaisSUAS adverte que ESTA NÃO É UMA INICIATIVA DOS GOLPISTAS.

Estes são aceites de anos anteriores que já estavam sendo liberados desde o ano passado conforme programação. São liberações feitas em parcelas conforme contrato com a instituição bancária.

Não se deixe enganar pelos golpistas! Fique atento e denuncie os abusos que estão sendo preparados pelos arrivistas, que tomaram de assalto o comando do país e que vão acabar com o Sistema de Proteção Social do País:
maissuas@gmail.com

COMPARTILHE! LUTE! VAMOS D DEFENDER O SUAS!

Trabalhadores do SUAS do DF fazem a diferença nas manifestações da Capital: hoje tem pipocaço no abraço ao MDS! Já tem luta!

2016-06-10-PHOTO-00001393Os trabalhadores do SUAS do Distrito Federal estão mobilizados e reforçando todas as manifestações em defesa do SUAS na capital. A participação  destes trabalhadores, e também de usuários, tem feito a diferença nas atividades: mais de 200 ativistas e cerca de 70 trabalhadores da Secretaria – SEDEST participaram  na Audiência Pública do dia 08.

Este mesmo público reforçou hoje o café da manhã realizado pelos trabalhadores do MDS para o debate sobre a conjuntura e sobre os constrangimentos e intimidações que estão sendo realizadas pelos interinos frente a atuação dos trabalhadores.

E vai reforçar o abraço ao MDS e inovando com um Pipocaço!

Os trabalhadores do DF farão um pipocaço no ato de abraço ao MDS: NÃO ACEITAM TROCAR O BOLSA FAMÍLIA POR BOLSA PIPOCA!

Compareça, participe, lute:

Abraço-Pipocaço no MDS às 16h30 

#foratemer #voltadilma #nenhumdireitoamenos #devolvam o MDS

Veja alguns momentos do café da manhã de hoje:
2016-06-10-PHOTO-00001398 2016-06-10-PHOTO-00001404

 

“Pente fino” de Temer no Bolsa Família pode colocar Brasil no Mapa da Fome

Cortes no Bolsa Família podem colocar o Brasil de volta no Mapa da Fome e tirar crianças da escola. Governo Temer afirmou que promoverá um “pente-fino” no programa social, com cortes que podem chegar a 30%.

A presidente afastada Dilma Rousseff respondeu perguntas de internautas pelo Facebook, prioritariamente sobre o Bolsa Família, para o qual traçou expectativas. “Quase todos os países desenvolvidos possuem programas similares, que se tornam mais importantes ainda durante crises econômicas”, disse.

Afastada da presidência na última quinta-feira (12), pelo Senado Federal, Dilma estava acompanhada da ex-ministra Tereza Campello, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. A pasta foi modificada para Desenvolvimento Social e Agrário, e a ministra, substituída por Osmar Terra (PMDB-RS).
Uma das primeiras questões respondidas foi sobre novas políticas em relação ao benefício. Em entrevista recente, o ministro nomeado pelo presidente interino, Michel Temer (PMDB), disse que promoverá um “pente-fino” no Bolsa Família.
“Me responda o que seria esta reavaliação no Bolsa Família que o ministro falou. Isso poderá cortar benefícios”, questionou uma internauta. Dilma disse: “É verdade. Eles têm falado muito em cortar benefícios. Com o Bolsa Família, falam de cortar de 10% a 30%. Isso significa 4,7 milhões até 13 milhões de pessoas. Veja, eles falaram até em deixar só 5% das pessoas no programa (…) Se o programa for focado apenas neste número, vamos ter a seguinte situação catastrófica: a cada 30 minutos, 22 crianças deixariam de frequentar a escola”.
A presidente lembrou que o programa exige do beneficiado que seus filhos estejam matriculados no ensino regular. “Hoje, nós temos 17 milhões de crianças e jovens frequentando regularmente a escola graças ao Bolsa Família. Por isso, ficamos preocupados com os cortes”, afirmou.
De acordo com Dilma, o programa além de estimular a educação, fortalece a geração de renda através do trabalho. “Mais de 70% dos adultos trabalham, o mesmo percentual dos adultos que não recebem o programa. Assim, é um preconceito muito difundido por aqueles que querem acabar com o programa achar que quem recebe o benefício não trabalha. O Bolsa Família, para muitos, é um complemento de sua pequena renda, para outros, é a única renda que têm e a diferença entre ter alimento ou não”, afirmou.
Dilma também falou sobre a fome no país. De acordo com as Nações Unidas, nos últimos 12 anos de governo do PT, o país reduziu em 82% o número de famintos, saindo do Mapa da Fome da organização. Ao ser questionada se existe risco de o país retornar para o cenário anterior, disse: “É claro que se houver corte no programa há o risco de voltarmos ao passado. É com orgulho que podemos dizer que nasceu no Brasil a primeira geração de crianças livres da fome e na escola. Não podemos permitir retrocessos”.
Dilma afirmou ser preconceito achar que pessoas se acomodam. “Para ter uma ideia, quase 1 milhão de adultos do Bolsa Família fizeram cursos de qualificação profissional com o Pronatec. Quase 70% são mulheres. Isso mostra que as pessoas sempre querem melhorar de vida.”
Também foi abordada a questão do recadastramento obrigatório para as famílias do programa. “Um dos mecanismos de controle é que os beneficiados, a cada dois anos, têm que atualizar o seu cadastro. Neste ano, 606 mil famílias declararam que tinham melhorado de renda. Isso mostra que a população não considera o Bolsa Família um ‘projeto de vida’ e quer continuar avançando”, disse.
Por fim, a presidente fez um balanço do legado do Bolsa Família. “Você consegue imaginar como será o Brasil com adultos que, quando crianças, se alimentaram adequadamente, frequentaram a escola, tiveram acompanhamento de saúde, foram vacinadas? Serão certamente adultos que conseguiram completar sua educação acessarem a universidade. Haverá uma quebra do ciclo de pobreza e eles certamente não vão repetir a história dos seus pais. Será um país melhor”, afirmou.
Descontraída, a Dilma agradeceu as mensagens em defesa de seu mandato, da democracia e contra o golpe, e chegou a postar a música Apesar de Você, de Chico Buarque. “Seguimos na luta”, concluiu.
Fonte: http://www.pragmatismopolitico.com.br

Esposa de Moro tenta ser conselheira do CNAS. E não consegue.

Entre as curiosidades e embates do processo de eleição da sociedade civil do CNAS, foi possível perceber pela leitura da Ata da Eleição (ver anexo) que a esposa do Sérgio Moro concorreu como representante do segmento das entidades de assistência social pela Federação Nacional das APAES. Mas não logrou êxito. E nem voto.

Ata da Assembleia de eleição 2016-2018