Temer e a Primeira Dama: caridade ao invés de direitos

Marcela Temer assumirá cargo em programa social: Primeira-dama vai atuar no ‘Criança Feliz’, lançado para atender crianças do Bolsa Família

Não bastasse o desmonte sistemático nas políticas sociais republicanas, conquistadas pelo povo brasileiro, o (des)governo Temer reedita a pratica medieval do primeiro-damismo.

Na clara suplantação do público pelo privado, Marcela Temer terá um gabinete    na Esplanada para “cuidar das crianças do Brasil”.

Aclamada pela mídia golpista como “bela, recatada e do lar, a primeira-dama ao assumir uma função pública, não apenas consolida o nepotismo como passa a fazer parte da sórdida estratégia de tornar o direito público em favor e moeda de barganha política (e diziam que essa era a função do Bolsa Família!!!!).

Sob a inspiração do antigo Comunidade Solidária, o assistencialismo de Estado volta com força total na “ponte para o passado” com os resquícios da crueldade golpista: Marcela Temer conseguirá piorar o legado neoliberal de Ruth Cardoso.

A nós resta resistir e esclarecer a população que mais perda de direitos virão, pois a intervenção do Estado nos nossos lares não será nada bela ou recatada, será brutal e corrosiva.

Renato Francisco dos Santos Paula
Assistente Social, Professor de Ciência Política da Universidade Federal de Goiás


		
Anúncios

Um comentário em “Temer e a Primeira Dama: caridade ao invés de direitos

  1. Pingback: Temer e a Primeira Dama: caridade ao invés de direitos | Luíz Müller Blog

Os comentários estão desativados.